Força Tarefa contra o Aedes aegypti encontra novos focos do mosquito Imprimir E-mail
Saúde
Ter, 10 de Maio de 2016 23:43

De 2 a 5 de maio ocorreu uma força tarefa contra o Aedes aegypti. Foram vistoriados 573 imóveis em 22 quarteirões dentro de um raio de 800 metros, na região de Itapema do Norte. Com a operação o número de focos do mosquito subiu de 24 para 31.

A ação mobilizou agentes de endemias da vigilância epidemiológica municipal, técnicos agrícolas estaduais, agentes comunitários de saúde, bombeiros militares e voluntários, polícia militar, vigilância sanitária municipal e departamento de obras e de trânsito.

Foram inspecionados 4369 depósitos sendo:

• Caixas d’água (elevado) = 18
• Pneus e outros materiais rodantes = 5
• Depósitos de armazenamento de água (baixo) = 39
• Lixo (recipientes plásticos, latas), sucatas, entulhos = 982
• Pequenos depósitos móveis = 1322
• Depósitos naturais = 1828
• Depósitos fixos = 175

A força tarefa eliminou e/ou inutilizou 3439 recipientes que continham água.
Em relação ao tratamento, foi feita aplicação de larvicida em 47 potenciais criadouros que não eram possíveis eliminar. Nos outros “depósitos” foram tomadas medidas que evitem a proliferação do mosquito, como colocação de telas em ralos.

Confira abaixo o boletim com informações oficiais sobre casos de dengue, zika vírus, chikungunya e focos do mosquito.

Dengue
Casos notificados = 24
Casos confirmados = 3
Casos descartados = 20
Casos em investigação = 1

Zika vírus
Casos notificados = 04
Casos confirmados = 01
Casos descartados = 02
Casos em investigação = 01

Chikungunya
Casos notificados = 03
Casos confirmados = 00
Casos descartados = 03
Casos em investigação = 00

Focos do mosquito: 31 (todos os focos foram encontrados em Itapema do Norte).

A vigilância epidemiológica lembra que a luta contra o Aedes aegypti continua e pede a atenção e colaboração dos moradores de todo o município para não deixar água parada em pratos de plantas, baldes, cisternas, latas e brinquedos. Além de manter caixas d’água tampadas e piscinas tratadas.

Da Assessoria de Imprensa com informações do Departamento de Vigilância Epidemiológica.
Fotos Vigilância Epidemiológica.


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar