Aliança investe em Terminal Retroportuário em Itapoá Imprimir E-mail
Porto Itapoá
Qua, 03 de Abril de 2013 11:58

Investimento total será de R$ 27 milhões. Previsão é de que a primeira fase entre em operação em meados de junho de 2013

Para atender às necessidades do mercado com uma ênfase maior no negócio terrestre, a Aliança Navegação e Logística conta com uma nova empresa, a ATM (Aliança Transporte Multimodal), que iniciará as atividades com a abertura de um terminal retroportuário localizado a 4 quilômetros do Porto Itapoá, em Santa Catarina.

Com investimento de R$ 27 milhões, a primeira fase, que será destinada apenas para contêineres vazios, começará a operar em meados de junho de 2013. Em uma área construída de 66 mil metros quadrados, o terminal retroportuário terá capacidade operacional para 7 mil TEUs, sendo aproximadamente 900 TEUs para carga refrigerada. A previsão da ATM Logística é de que o local esteja em plena operação em setembro.

“Com a ATM Logística, teremos condições de oferecer serviços com custos competitivos, agilidade, pontualidade e foco no negócio do cliente, visando à demanda de transporte de cargas gerada com a abertura do Porto Itapoá”, explica Julian Thomas, diretor-superintendente da Aliança e da ATM Logística.

Inicialmente, a ATM atenderá apenas ao mercado de Itapoá, podendo no prazo de dois anos, ampliar a atuação para outras localidades. A empresa será gerenciada por Daniel Malta e Marcelo Reis.

Segundo Thomas, no local será possível trabalhar com contêineres cheios, vazios e refrigerados. As principais cargas movimentadas são madeira, papel, produtos metalúrgicos, tabaco, arroz, bebidas, resinas e fibras. Entre os serviços oferecidos destacam-se armazenagem, transporte, ova e desova de contêineres, recebimento e preparação da carga para embarque.

“Com uma localização estratégica próxima ao complexo portuário, o terminal será um diferencial no atendimento aos clientes e ao mercado por estar preparado para o recebimento, armazenagem e expedição da carga, dispondo de área coberta e balança rodoviária”, finaliza o executivo.


Sobre a Aliança Navegação e Logística

Fundada no início da década de 50, a Aliança foi consolidando sua liderança no mercado brasileiro, passando a atuar em todos os continentes. Em 1998, a empresa foi adquirida pelo Grupo Oetker, também proprietário da Hamburg Süd, empresa alemã fundada em 1871.

Com faturamento de R$ 2,7 bilhões em 2012, a Aliança Navegação e Logística tem forte atuação no segmento internacional e é líder no transporte de cabotagem. No ano passado, movimentou mais de 680 mil TEUs. Atualmente, opera regularmente em 14 portos nacionais e possui 12 escritórios próprios no Brasil.


Da DFREIRE Comunicação e Negócios, com adaptação do Diário de Itapoá.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar

Banner