Prefeito desiste de instituir cobrança do ônibus universitário, e pede a retirada e arquivamento do Projeto Imprimir E-mail
Política
Seg, 10 de Novembro de 2014 22:09

Após intensa pressão dos estudantes, pais de alunos e educadores, e de manifestações de desaprovação nas redes sociais, o Prefeito Municipal Sérgio Aguiar (PMDB) desistiu do Projeto de Lei nº 61/2014, que previa iniciar a cobrança do transporte universitário a partir da análise da renda dos estudantes.


Na noite desta segunda-feira (10), no plenário da Câmara, foi lido o Ofício do Prefeito Sérgio em que pediu a retirada e arquivamento do Projeto de Lei nº 61/2014. Com a ação, o Prefeito recuou e desistiu de aprovar o Projeto, após grande repercussão e forte desgaste político com os estudantes e pais de alunos.

Conforme comunicado da assessoria de comunicação da Prefeitura, a decisão foi tomada nesta segunda-feira (10), após reunião com alunos representantes dos usuários do ônibus universitário e vereadores e que o prefeito, Sérgio Ferreira de Aguiar, ressaltou que o Pode Executivo nunca teve a intenção de retirar o beneficio dos estudantes, mas sim, estabelecer regras para o uso correto do transporte.

Por outro lado, o texto do Projeto de Lei era muito claro sobre a instituição de cobrança do transporte para os novos alunos, a partir da análise da renda dos estudantes, e que a medida prejudicaria especialmente os alunos do ensino médio da Escola Estadual Nereu Ramos.

Na reunião da Câmara realizada na noite desta segunda-feira (10), quatro representantes dos estudantes requereram e apresentaram manifestação contrária ao Projeto. Os estudantes Sr. Arthur Bordin, representante dos estudantes universitários de Itapoá do período matutino, Sr. Delly Lima Maciel Neto, representante da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas e da União Nacional dos Estudantes, Sr. Braian Wessler, representante dos estudantes universitários de Itapoá da turma de Guaratuba e Sr. Lincoln Paul Pradal, Estudante da Escola Estadual Nereu Ramos de Itapoá.

Com a retirada e arquivamento do Projeto, os estudantes saíram vitoriosos do embate político e conseguiram garantir a continuidade do transporte universitário gratuito em Itapoá.


Do Diário de Itapoá.


Matérias relacionadas:

- Projeto de Lei sobre a cobrança do transporte universitário é rejeitado pelas comissões permanentes na Câmara

- Polêmica: Prefeito propõe o fim do transporte universitário gratuito a partir da análise da renda familiar dos estudantes

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar