Legislativo rejeita projetos de lei de aumento salarial aos cargos políticos municipais Imprimir E-mail
Política
Qui, 22 de Março de 2012 10:12

Legislativo rejeito projeto de aumento salarial dos agentes políticos para 2013Com Casa lotada e muitos professores presentes, a votação do aumento salarial terminou em 5 a 4.

Nessa segunda-feira (19), em Sessão Ordinária realizada na Câmara Municipal de Itapoá, diversos munícipes lotaram a Casa para acompanhar a segunda votação dos três Projetos de Lei que previam o aumento salarial aos cargos políticos de Itapoá para o ano de 2013.

Os vereadores Izaque Goes (PSDB), Osni Ocker (PR), Valdecir de Souza (PP) e José Maria Caldeira (PMDB) foram favoráveis ao aumento salarial. Entre as justificativas para o aumento, apontadas pelos vereadores, a defasagem salarial da categoria e a impossibilidade de pagamento de bons salários aos médicos, que por uma questão de legalidade não podem ultrapassar a remuneração do Prefeito.

Para os vereadores Jeferson Garcia (PMDB), Joarez Santin (PMDB), Marcia Soares (PSDB), Marcelo Tessaro (PP) e, por último, o Presidente Daniel Weber (PMDB), que fez o desempate da votação com voto de minerva, a prioridade do aumento salarial deve ser aos profissionais de educação. Segundo os vereadores, o magistério está com defasagem salarial e precisa do aumento com urgência, até por uma questão de legalidade, para o pagamento do piso salarial da categoria. Também foi levantada a questão da imoralidade na criação e aumento salarial dos cargos políticos em pleno ano eleitoral. Outro ponto de defesa para a rejeição dos projetos foi que os salários já estão sendo reajustados todos os anos e, assim, garantidos com a correção monetária do período. Por fim, os vereadores argumentaram que os salários já são, de modo geral, suficiente para o desempenho satisfatórios dos cargos políticos.



Próxima Sessão Ordinária promete mais polêmica


Na próxima segunda-feira (26), outro Projeto de Lei polêmico será votado. Trata-se da criação de diversos cargos comissionados e funções gratificadas ao Poder Executivo. Alguns vereadores já se posicionaram contrários a criação dos cargos, por acharem imoral o aumento de cargos políticos em pleno ano eleitoral, entre outros fatores. O Prefeito justifica que o crescimento do município exige novos cargos.


Confira abaixo a gravação completa da Sessão Ordinária



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar