BEM-TE-VI: Após atraso em mais de 6 meses, Governo de SC realiza a instalação das câmeras de segurança em Itapoá Imprimir E-mail
Policial
Qua, 20 de Janeiro de 2016 17:46

bem-te-vi itapoaNesta quarta-feira (20/01), após mais de 6 meses da instalação dos postes dos equipamentos, finalmente o Governo de SC, através da Secretaria de Segurança Pública, realizou a instalação das câmeras de segurança em Itapoá do Projeto Bem-Te-Vi. Expectativa é que o sistema entre em funcionamento em breve.


O monitoramento busca inibir a prática criminosa e diminuir o tempo de resposta no atendimento às ocorrências. Além disto, as imagens são compartilhadas com a Polícia Civil o que facilita o trabalho de investigação.  


Para viabilizar o projeto é necessário que o município firme um convênio com o governo do Estado, através da SSP. O documento define as obrigações de cada uma das partes.  


  "A intenção da SSP é levar o sistema para o maior número possível de cidade catarinenses. São oferecidas cinco modalidades de projetos para a instalação de seis a dez câmeras, com valores que variam de R$ 80 a R$ 105 mil.", diz o Secretário da SSP-SC César Augusto Grubba.  


Pelo convênio é de responsabilidade da SSP providenciar estudos e elaborar projeto para a instalação do videomonitoramento urbano. Compete, ainda, ao Estado adquirir e coordenar todo o processo além de contratar a rede multimídia para a transmissão de imagens. Por fim a SSP fica responsável pela operacionalização de todo o sistema assim como o monitoramento das imagens.


Já o município se compromete em custear toda a manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos, por futuras ampliações dos pontos de videomonitoramento, por obras necessárias para a adequação dos ambientes, onde serão montadas as centrais, e pela contratação e instalação de energia elétrica para alimentação dos pontos de monitoramento. 
 

Áreas monitoradas registram redução no número de arrombamentos

As imagens são compartilhadas com a Polícia Civil, auxiliando na identificação de criminosos e no trabalho investigativo. Estatísticas mostram uma redução criminal em áreas monitoradas. Os arrombamentos praticados fora do horário comercial tiveram redução de 70%.   


Bem-Te-Vi em Itapoá começou a ser instalado em junho de 2015

Itapoá recebeu o número máximo de equipamentos de vídeo e investiu R$ 108.322,50. Para a Prefeitura, o sistema de videomonitoramento, além de servir de apoio aos trabalhos da Polícia, também funcionará como prevenção, pois as áreas vigiadas serão sinalizadas, o que minimizará a criminalidade.
A instalação das Centrais de Videomonitoramento fazem parte do programa “Bem-Te-Vi”, do Governo do Estado, estruturado e implementado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). Ele tem por objetivo ampliar a utilização do sistema de videomonitoramento das cidades catarinenses, atuando sobre três pilares estruturantes:
 
– Prevenção – com implantação de sinalização indicando as áreas vigiadas e com a presença de policiais nas centrais de monitoramento e em outros pontos estratégicos;
 
– Combate ao Crime – quando o crime foi consumado, as imagens das câmeras apontam a localização do criminoso, o que diminui consideravelmente o tempo de reposta da polícia;
 
– Investigação – as imagens captadas pelas câmeras de qualquer cidade do Estado poderão ser visualizadas pela Polícia Civil, através da internet.
Estatísticas mostram uma redução criminal em áreas monitoradas. As câmeras flagram principalmente delitos contra o patrimônio, consumo de drogas e auxiliam a polícia na identificação de pessoas suspeitas.

Do Diário de Itapoá, com informações da Secretaria de Segurança Pública de SC e da assessoria de imprensa da Prefeitura de Itapoá.

Matérias relacionadas:

- Realizado I Fórum Regional de Cidades Digitais do Nordeste Catarinense. Projeto BEM-TE-VI é um dos destaques

- Prefeitura de Itapoá e PM tratam sobre instalação de sala de videomonitoramento

- SSP/SC anuncia sistema de videomonitoramento em Itapoá e mais duas cidades

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar