Suspeitos de pertencer a quadrilha de sequestradores são presos Imprimir E-mail
Policial
Qua, 07 de Outubro de 2015 17:30

Três pessoas sequestradas em Itapoá estavam sendo mantidas em um barraco no bairro Caximba, em Curitiba-PR. Conforme a Polícia, os detidos são suspeitos de pertencerem a uma quatrilha que atuavam no sequestro e no uso dos cartões das vítimas para efetuar compras e saques em shoppings.


Uma quadrilha foi desarticulada em operação conjunta entre Polícia Civil e Militar após realizar três sequestros em Curitiba e Santa Catarina nos últimos dias. Quatro pessoas foram presas, entre elas um adolescente apreendido. Um suspeito está foragido.

O Centro de Operações Policiais Especiais (COPE) foi responsável pela investigação. De acordo com o delegado Rodrigo Brown de Oliveira, titular da unidade, o grupo é extremamente violento e escolhiam pessoas de idade como vítimas. “São vítimas que não esboçam reação alguma, faziam chacota os torturavam, são covardes”, disse o delegado.

O primeiro sequestro relâmpago feito pela quadrilha aconteceu na sexta-feira (2). Um homem foi rendido enquanto caminhava no Parque Barigui. Após efetuaram alguns saques da conta da vítima, o homem foi abandonado em frente ao Ceasa.

Além da capital, a quadrilha procurava vítimas em outro Estado, como Santa Catarina. No domingo (04), cinco bandidos sequestraram uma mulher de 68 anos em Itapoá, Santa Catarina. No caminho para Curitiba, diversos saques foram feitos, até onde os limites do cartão e do caixa permitiam. Depois de sete horas, ela foi liberada no bairro Parolin, em Curitiba. Neste tempo, os suspeitos da quadrilha iam a shoppings e compravam tênis, roupas, relógios e óculos, todos de alto valor.

A prisão de Bruno Correa da Silva, 21, Rodnei Nato, 19, Felipe Matheus Valack Stemposki, 20 e Simone Aparecida Bertoldi, 36, aconteceu na noite de terça-feira (06) em um shopping de Curitiba. A polícia montou um cerco, prendeu o grupo que estava com cartões das vítimas e descobriu que três pessoas de outro sequestro realizado na madrugada, também em Itapoá, estavam sendo mantidas em cárcere privado em um barraco no bairro Caximba.

Neste local, a polícia resgatou os reféns e prendeu outra parte da quadrilha. Izaias Martins dos Santos conseguiu fugir e está com mandado de prisão decretado. As vítimas foram resgatadas e os objetos comprados pela quadrilha e os pertences das vítimas recuperados.

Imagens divulgadas pela polícia mostram que o bando se vangloriava do que fazia. A senhora de 68 anos, algemada, no banco de trás, passando mal de nervoso, enquanto os bandidos no banco da frente ouvindo funk e dançando. Mostram também eles passeando por shoppings fazendo compras e sacando dinheiro nos caixas.

Fonte: Site Paraná OnLine. Foto: Átila Alberti.


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar