PM registra ocorrência de suicídio, uso de documentos falso e prisão de foragido da justiça acusado de três assassinatos Imprimir E-mail
Policial
Ter, 13 de Janeiro de 2015 22:31

Nesta terça-feira (13), a Policia Militar de Itapoá efetuou a prisão de um homem acusado de matar três pessoas no Estado do Paraná. A guarnição da Agência de Inteligência efetuou a prisão de Rogério Pereira, de 31 anos de idade.


Após os levantamentos realizados, foi constatado que na Barra do Saí estaria um elemento que poderia estar com Mandado de Prisão em aberto. Com base nestas informações os policiais conseguiram efetuar a abordagem do referido homem.

Na hora da abordagem o conduzido informou vários nomes de familiares aos policiais, tentando ludibriar e dificultar seu reconhecimento. Mas durante a conferência de dados identificadores do abordado, ficou constatado como sendo Rogério Pereira.

O mandado, expedido pela 1ª Vara Preventiva do Tribunal do Júri de Curitiba-PR tem validade até o ano de 2034. Rogério Pereira estava na cidade de Itapoá há 30 dias, já com trabalho fixo. O suspeito será investigado pelos demais homicídios acontecidos em nosso município.


Suicídio de idoso de 73 anos

Por volta das 17h dessa segunda-feira (12), a guarnição da PMSC foi acionada para deslocar até a Rua Albacora no bairro Cambiju, onde segundo informações preliminares, um homem havia atentado contra a própria vida cometendo suicídio.

Após chegarem ao endereço indicado, foi constatou a veracidade do fato. Um Senhor de 73 anos, usou uma corda para enforcar-se em um dos cômodos de sua residência.

Diante dos fatos, a guarnição efetuou o isolamento do local, e acionou a Polícia Civil e o IGP, afim de serem tomadas as devidas providências.


Uso de documento falso

Por volta das 20h as guarnições da PMSC efetuavam Barreira Policial (Blitz) na Avenida Beira Mar III. Num determinado momento, abordaram o condutor do veículo VW Gol de Colombo-PR. Após consultar o sistema, ficou constatado que o condutor não era habilitado e que, a Carteira Nacional de Habilitação que o mesmo apresentou para os policiais da Blitz, era falsificada. Questionado sobre o fato, o condutor relatou que, comprou a referida Carteira de Habilitação por R$ 1.600,00 (Um mil e seiscentos reais) na cidade de Joinville.

Diante dos fatos, o mesmo recebeu voz de prisão e foi encaminhado para a Delegacia de Polícia Civil, afim de que sejam tomadas as devidas providências em relação ao fato.

Informações da Polícia Militar de Itapoá, com adaptações do Diário de Itapoá.
{gallery}editorias/2015/2{gallery}

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar