Cabo Scholze é promovido por ato de bravura em Itapoá Imprimir E-mail
Policial
Qui, 27 de Novembro de 2014 19:21

Nessa terça-feira (25), na sede do Pelotão de Itapoá, o Policial Militar Cabo Maycon Brehmer SCHOLZE recebeu justa homenagem por ato de bravura, em virtude do atendimento de uma ocorrência de salvamento aquático e tentativa de suicídio ocorrido no dia 24 de abril de 2013. Scholze, mesmo sem saber nadar e por instinto do dever, salvou a vida de uma mulher que se afogava na 1º Pedra.


O Cabo Sholze, em uma cerimônia realizada na sede do Pelotão da Polícia Militar de Itapoá, recebeu do capitão Franzoni, tenente Ademir Schenekenberg e sargento Hermínio a sua promoção pelo ato de bravura, e os cumprimentos dos companheiros de farda. Cabo Scholze é um exemplo de policial, disposto para dar a própria vida para o exercício de suas funções, de caráter admirável por todos os colegas e familiares, e que recebe justa homenagem do Estado de Santa Catarina.


A OCORRÊNCIA: Policiais Militares realizam salvamento na 1ª pedra

Por volta das 13h do dia 24 de abril de 2013, a Polícia Militar de Itapoá foi acionada para comparecer no início da Rua Bento Francisco da Silva, bairro Itapema do Norte, na 1ª pedra de Itapoá, em virtude de uma tentativa de suicídio de uma mulher que estaria no local com suas condições psicológicas alteradas. Ao chegar ao local, os policiais militares Soldados Wunsch, Scholze e Herzog constataram que a mulher estava armada com uma faca, cuja lâmina media aproximadamente 20 cm., e próximo a ela estava seu marido que tentava acalmá-la. Imediatamente os policiais solicitaram apoio ao Corpo de Bombeiros do Município, por tratar-se de uma ocorrência de alto risco a vida.

Foi iniciada então uma negociação com a mulher, com o intuito de movê-la da fatídica intenção, porém a mesma não cooperou e lançou-se ao mar com a faca nas mãos logo após a conversa. Essa ação da vítima levou imediatamente seu marido a atirar-se no mar com o objetivo de salvá-la, fato que obrigou os policiais militares a tomarem uma atitude rápida.

O Soldado PM Scholze mesmo não tendo o adequado treinamento de salvamento aquático e sem sequer ter tido instrução de natação, atirou-se nas águas, fardado e inclusive com documentos nos bolsos, com o intuito de resgatar a mulher que estava com a faca em mãos, e seu marido, pois ambos estavam se afogando, devido ao mar agitado que os jogavam contra as pedras afiadas existente no local, fato que veio inclusive a causar lesões nas mãos e nos braços do policial.

Por diversas vezes o Soldado Scholze trazia as vítimas até o Soldado Herzog para o salvamento, mas como o mar estava agitado devido a maré alta e ventos, e não havia nenhum recurso auxiliar no local, tal como boia ou corda, o resgate acabou sendo complicado e perigoso. O soldado Herzog ficou na margem, auxiliando de forma a puxar as vítimas do mar, tendo sido diversas vezes trazido as vítimas até próximo de onde o policial estava, porém a correnteza do mar literalmente devolvia o Soldado Scholze e as vítimas para longe do local num movimento de empurra e puxa.

Depois dos policiais conseguirem retirar ambos da água, logo em seguida foram atendidos pelos bombeiros que chegaram ao local, e posteriormente conduzidos ao P.A. 24H para atendimentos médicos, juntamente com o Sd Scholze que teve que fazer curativos nas mãos e sofreu ainda problemas de pressão alta devido ao estresse da situação.

Informações da Polícia Militar de Itapoá, com adaptações do Diário de Itapoá.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar