Polícia esclarece latrocínio e prende dois suspeitos Imprimir E-mail
Policial
Seg, 10 de Fevereiro de 2014 17:27

Após troca de informações entre as polícias Militar e Civil de Itapoá, esta última conseguiu esclarecer a morte de um adolescente de 16 anos que teve o seu corpo encontrado na Primeira Pedra em Itapema do Norte, e prender preventivamente um homem de 24 e outro, de 33 anos, ambos suspeitos de praticarem o crime ora investigado.

No último dia 17, a polícia foi avisada por populares de que teria uma pessoa morta na praia, ao lado da Primeira Pedra, em Itapema do Norte, possivelmente vítima de afogamento. Porém, os policiais civis que compareceram ao local não se convenceram da notícia de afogamento e iniciaram as investigações para saber os reais motivos que levaram o falecimento do adolescente.  Com a quase certeza de que não se tratava de afogamento, as diligências começaram a ser feitas e, após trocar informações com policiais militares, chegaram a dois suspeitos.  Um deles,  ao tomar conhecimento de que a polícia já estava no seu encalço, conseguiu, naquele momento,  escapar do interrogatório. O outro suspeito, de 33 anos, foi localizado e conduzido até a Delegacia de Polícia Civil, local onde foi interrogado por várias horas, e não conseguindo sustentar seu álibi mentiroso, acabou por confessar a prática do crime, com riqueza de detalhes.

Diante da confissão e de outras provas já colhidas nos autos, o delegado da Polícia Civil em Itapoá, Gilberto Crepaldi Mondini, representou junto ao Poder Judiciário local, pelas prisões dos suspeitos, as quais, de pronto, foram deferidas.

Na noite da última sexta-feira, dia 07 de fevereiro, a Polícia Civil tomou conhecimento do paradeiro do outro suspeito, de 24 anos, que até então estava foragido e conseguiu prendê-lo em uma residência no bairro Samambaial. Na mesma noite, também nas proximidades dessa residência, os policiais acabaram prendendo o outro suspeito, que já teria confessado o crime na Unidade Policial.

Depois de presos, os dois tiveram a oportunidade de um novo interrogatório, o mais jovem ficou calado, já o mais velho ratificou seu interrogatório prestado anteriormente e ainda apresentou mais detalhes da prática do crime. Disse que, na madrugada do ocorrido, seu comparsa convidou a vítima e ele para, juntos, consumirem drogas na Primeira Pedra. Após esse consumo, resolveram roubar a vítima, que estava com cerca de R$ 300 no bolso.  O suspeito de 33 anos aplicou uma “gravata” no pescoço da vítima, enquanto o de 24 desferia socos em seu rosto, agressões que levaram a vítima ao desmaio. Já caída, foi roubada e, posteriormente, jogada da Primeira Pedra ao mar, sendo o seu corpo localizado no dia seguinte por populares.

Ambos os investigados, após os procedimentos de praxe, foram encaminhados ao Presídio Regional de Joinville, local onde responderam presos pelos crimes de latrocínio e ocultação de cadáver.


Da Polícia Civil de Itapoá, com adaptações do Diário de Itapoá.



MATÉRIA RELACIONADA:

- Duas ocorrências de encontro de cadáveres são registradas nessa sexta-feira (17).


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar