Presos suspeitos do homicídio registrado na noite dessa terça-feira (17) Imprimir E-mail
Policial
Qui, 19 de Dezembro de 2013 10:04

Por volta das 09h05min dessa quarta-feira (18), a Polícia Militar de Itapoá foi acionada pela Central 190, por pessoas que informavam sobre dois homens que estavam com ferimentos semelhantes a cortes de faca e que pediam por curativos no Posto de Saúde da Barra do Saí. Os dois alegavam ter sofrido uma queda, batido em pedra e se cortado durante a madrugada de quarta-feira.

Policiais militares, então, se deslocaram em direção ao referido posto de saúde. No trajeto, quando se encontravam na avenida Dom Henrique II, já na Barra do Saí, próximo ao cruzamento com a Rua 50, depararam-se com os dois homens, que vinham caminhando. Um deles estava com a perna enfaixada e mancando. Ambos tinham as características repassadas por testemunhas do homicídio ocorrido na noite anterior.

Os policiais, então, fizeram abordagem aos dois suspeitos. Questionados sobre se eles sabiam do assassinato, os dois afirmaram ter conhecimento e, após mais algumas perguntas, eles confessaram a autoria do crime.

Em seguida, policiais se deslocaram até o local onde ocorreu o crime, mostrando fotos dos suspeitos e uma testemunha confirmou ter visto eles em um bar próximo na noite do crime (que ocorreu na Avenida do Príncipe, próximo à agência rodoviária).

Os dois suspeitos confessaram o crime, alegando que tomaram o facão da vítima para, segundo eles, não morrerem de graça. Então, reagiram contra Gumercindo Vexani, de 62 anos, momento em que ocorreu o homicídio.

Os dois envolvidos, René Ribeiro Gonçalves (de 22 anos) e Edézio Antonio Batista (de 40) foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Itapoá, para a tomada das providências cabíveis.


MATÉRIA RELACIONADA

Homem é morto depois de levar golpes de facão na Avenida do Príncipe.



Do Diário de Itapoá, com informações da Polícia Militar de Itapoá.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar