Polícia Civil prende dois por exploração sexual de vulnerável Imprimir E-mail
Policial
Ter, 13 de Março de 2012 16:53

Na noite dessa segunda-feira (12), a Polícia Civil de Itapoá prendeu em flagrante delito, por favorecimento à prostituição e exploração sexual de vulnerável, W.B.I de 24 anos e M.R.M. de 40 anos.

Após receberem informação de que uma menor estaria se prostituindo em um bar no bairro Itapema do Norte, policiais civis foram até o local verificar a denúncia. Durante a abordagem, foi solicitado às mulheres que ali se encontravam para que apresentassem seus documentos de identidade, porém um dos documentos mostrados levantou suspeitas dos policiais, parecendo ser falso. Além disso, a portadora aparentava uma idade inferior à que constava no documento, sendo então solicitada a esta jovem e aos responsáveis pelo bar para que acompanhassem os policiais até a Delegacia. Na Unidade Policial, a jovem admitiu que a carteira de identidade era falsa e informou o seu nome correto, dizendo que havia completado dezessete anos há poucos dias, o que foi comprovado junto ao cartório que emitiu a certidão de nascimento da menor, o qual enviou cópia do documento via e-mail à Delegacia.

Diante da situação, foi acionado o Conselho Tutelar e dado voz de prisão aos responsáveis pelo estabelecimento. A menor responderá pelo ato infracional de uso de documento falso e foi entregue aos cuidados do Conselho Tutelar. O proprietário e a gerente do estabelecimento, por sua vez, se encontram presos à disposição da Justiça.

O delegado Gilberto Crepaldi Mondini disse que os nomes e fotografias não foram divulgados em obediência as determinações contidas no Estatuto da Criança e Adolescente, o qual diz que em casos como este “todo” o processo corre em segredo de justiça. Diz, também, que outros estabelecimentos que supostamente exploram a prostituição no Município estão na mira da Polícia.

Da Policia Civil de Itapoá, com adaptação do Diário de Itapoá.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar