Motoristas que se dirigem à Itapoá reclamam de ação da Polícia Rodoviária Estadual no território de Guaratuba-PR Imprimir E-mail
Policial
Sex, 27 de Fevereiro de 2009 17:47

O site Diário de Itapoá tem recebido algumas reclamações dos motoristas que se dirigem à Itapoá acerca de desvios improvisados pela Polícia Rodoviária Estadual do Paraná, na região de Guaratuba, entrada do acesso principal de Itapoá. Entre tais reclamações, destacamos a enviada por Renato A. Goldschmidt que nos relatou o seguinte:


No dia 22 de fevereiro, por volta das 20:30, no sentido Garuva/SC – Guaratuba/PR, ao sinalizar para entrar à direita, no acesso à Itapoá, onde resido, sendo o primeiro à frente de uma fila de veículos, me deparei com um BLOQUEIO por meio de cones e Policiais Militares.

Ao questionar o Policial sobre aquela medida, recebi a seguinte ordem: “o senhor deve seguir adiante até o posto policial, fazer o balão pela esquerda e, novamente, entrar por aqui. A razão disto é que estamos selecionando veículos aleatoriamente para fiscalizar, inclusive os que seguem até Itapoá, e o seu pode ser um deles.” Apesar de eu ter total ciência que me encontrava diante de uma situação arbitrária, em respeito aos meus passageiros (duas pessoas), além da fila que vinha logo atrás, não houve contestação de minha parte e me limitei a obedecer. Passei pelo posto fiscal, não fui fiscalizado, fiz o balão, e, em uma manobra arriscada e perigosa, literalmente me espremi em meio a fila de veículos que vinham de Garuva. Tive que ir buzinando, para poder atravessar a pista e conseguir chegar novamente ao acesso de Itapoá.

Esta medida é arbitrária, pois:

1) Bloquear o acesso à Itapoá é, no mínimo, interferir no “direito de ir e vir” e, ordenar a manobra que tive que fazer é absolutamente inusitado, senão abuso de autoridade. Para o controle e fiscalização de veículos, normalmente seria utilizado o expediente de fazer o veículo parar no acostamento e não em um acesso sem este;
2) Fiscalizar não é apenas um dever, mas também atribuição por da Polícia Militar Rodoviária, o que eu aceito e apoio plenamente em qualquer situação. No entanto, tem que ser praticada com RESPEITO E DIGNIDADE ao cidadão e à legislação vigente;
3) Se veículos que se dirigem à Itapoá também devem ser fiscalizados, o que é perfeitamente compreensível e correto, então a Polícia Rodoviária deverá encontrar outros meios efetivos e não arbitrários, tratando o cidadão como já citado, com dignidade e respeito, assim como também é exigida a recíproca.

Manifesto, através destas palavras, o meu Repúdio a atitude dos integrantes do Posto Policial de Coroados e espero que imediatamente revisem suas atitudes e procedimentos.

E-mail neste sentido já foi enviado à OUVIDORIA DA POLICIA DO PARANA Secretaria de Segurança Pública - Pr.

Renato A. Goldschmidt
Cidadão Itapoense
Tel – (47) 3443-1162//8409-7343

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar