Munícipes questionam precariedade no sistema de drenagem e desmatamento da vegetação de restinga, na construção das calçadas à beira mar Imprimir E-mail
Obras
Dom, 23 de Maio de 2010 12:24

Diversos munícipes entraram em contato com o Diário de Itapoá para questionar duas situações relacionadas à construção das calçadas, à beira mar, que estão em fase de construção pela Prefeitura de Itapoá.


O primeiro questionamento está relacionado com a precariedade do sistema de drenagem da água pluvial. Além disso, há um segundo questionamento sobre um possível desmatamento ilegal na vegetação de restinga, próximo à pista de skate, em Itapema do Norte.

Alguns profissionais da área da construção civil de Itapoá questionam sobre a precariedade ou ausência em alguns pontos, de um sistema de drenagem adequado para a água pluvial. “Da forma que está, na primeira chuva forte que der, essas calçadas ficarão ilhadas, pois há um desnível acentuado entre o asfalto e as calçadas. Isso, se o mar não levar primeiro, pois estão construindo uma calçada quase que em cima da areia da praia (Calçada na Av. Beira Mar III).”

Outro questionamento de munícipes refere-se à licença ambiental para desmatamento de vegetação de restinga. “Eu não sou contra o desenvolvimento e a construção das calçadas, mas desmatar a vegetação de restinga é contra a Lei. Uma coisa é a Prefeitura desmatar apenas a área onde será construída a calçada, outra coisa é desmatarem tudo, como fizeram perto da pista da skate (final da Av. Beira Mar III sentido Itapema do Norte – Itapoá)". O DI foi até o local e constatou o desmatamento feito por maquinário.


Contato com a Prefeitura de Itapoá

Antes de publicar as informações, o DI entrou em contato com a Prefeitura:

Reunindo detalhes com os Secretários de Obras e Serviços Públicos e de Planejamento e Urbanismo informamos que, com relação à drenagem de água, o calçamento da Avenida Beira Mar III já possui uma galeria de tubos com 60 cm de diâmetro indo desde a Av. André Rodrigues de Freitas até a Pista de Skate, a qual receberá várias bocas de lobo para auxiliarem no escoamento de águas pluviais. Da mesma forma será feito com o calçamento da rua Leonidas Pommer. Esta via pública receberá uma galeria com tubos de 40 cm e, também, nove bocas de lobo para escoar a água das chuvas. Vale ressaltar que as obras de pavimentação de calçadas do Rainha e do Pérola não estão totalmente finalizadas, as quais ainda receberão paisagismo, reparos na iluminação, além de adereços como bancos e decks de acesso à praia.


Com relação ao licenciamento ambiental, não somente o ponto questionado próximo à pista de Skate, mas como todos os locais onde os calçamentos foram implantados receberam autorização prévia do órgão ambiental competente para serem executados, conforme certidões disponíveis no Departamento de Meio Ambiente da Prefeitura.


As calçadas à beira-mar

A implantação de calçadas na orla tem como objetivo a ocupação sustentável das áreas à beira-mar, proporcionando locais de lazer e entretenimento para moradores e turistas, integradas ao planejamento urbano de Itapoá.


Os trechos à beira-mar vêm sofrendo crescente degradação em razão do uso inadequado, sobretudo na temporada de verão quando a utilização é intensa e desordenada. É comum verificar-se o estacionamento de veículos em locais impróprios e de preservação da vegetação protetora nas áreas fronteiriças à praia.


Pretende-se com urbanização adequada e instalação de mobiliário urbano compatível, transformar esses espaços em atrativos turísticos, além de conter o crescente processo de degradação das áreas de preservação ambiental valorizando a orla marítima.


A implantação dos passeios trará reflexos positivos à paisagem urbana de Itapoá, promovendo acessibilidade a população e socializando a ocupação das áreas públicas.


Trata-se do atendimento de antigas reivindicações de diversos segmentos da comunidade de Itapoá, carente de espaços públicos para o lazer.


Principais características construtivas

O projeto arquitetônico atende características especiais, voltadas às pessoas com deficiência visual, para as quais, a locomoção independente exige recursos diferenciados, a exemplo dos pisos táteis, nos quais as informações são captadas mediante percepções do tato, através do uso de bengala e da sensibilidade dos pés.


Nas calçadas a sinalização tátil será do tipo alerta e direcional, cuja cor contrasta com o resto do pavimento. O piso tátil de alerta auxilia a pessoa portadora de deficiência visual quanto ao seu posicionamento na área da calçada, sendo instalado nas áreas de rebaixamento, travessia elevada, canteiro divisor de pistas ou obstáculos suspensos. O piso direcional será instalado formando uma faixa que acompanha o sentido do deslocamento com largura de 40 centímetros. Atendem as especificações das normas técnicas NBR 9050:2004. Os calçamentos terão revestimento tipo ‘paver’, próprio para o trânsito de pedestres. Estão previstas áreas para instalação de parque infantil e canchas para prática de esportes.


Inicialmente o projeto será executado em dois locais

- Balneário Rainha – Rua Leônides Pommer, com extensão de 595 metros lineares, largura de 3 metros, totalizando 1785 metros quadrados e, estacionamento para veículos a 45º graus com capacidade para 140 vagas.
- Balneário Pérola – Avenida Beira Mar III, com extensão de 1.100 metros lineares, largura de 3 metros, totalizando 3.749,48 metros quadrados e estacionamento paralelo à via com capacidade para 200 vagas. Também serão instaladas luminárias adequadas à iluminação dos passeios e da praia.
Numa segunda etapa, pretende-se a implantação de quiosques e ciclovias.


Investimentos

No Balneário Rainha, serão investidos R$113.098,63 e no Balneário Pérola, R$ 372.358,40,  oriundos de repasses do Governo Estadual através da Secretaria de Desenvolvimento Regional – SDR, e de contrapartida de R$ 150.000,00 da prefeitura de Itapoá. 


Conclusão de obras

A conclusão das obras está prevista para junho.



Matérias relacionadas:

Calçadão de Itapoá deve sair do papel

Prefeitura de Itapoá inicia construção de calçada na Rua Leônidas Pommer (Rainha) em convênio com a SDR Joinville

Obras no calçadão do balneário Rainha devem ficar prontas em poucos dias


Confira as fotos do DI nas proximidades da Pista de Skate que apresentam indícios de desmatamento de vegetação de restinga


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar