Contrato assinado em Brasília-DF deve beneficiar as obras de pavimentação da SC-415 Imprimir E-mail
Obras
Qui, 02 de Setembro de 2010 05:09

Pavan assina contrato em Brasília-DFA assinatura do contrato de empréstimo de R$ 57,2 milhões com a Corporação Andina de Fomento (CAF) irá acelerar as obras de pavimentação da SC-415, de acesso ao Porto de Itapoá

, no Norte de Santa Catarina, e permitirá a entrega da ordem de serviço, ainda neste mês, para a execução de outros três projetos previstos no Programa de Integração Regional (PIR) para a região da Costa do Encanto. "São investimentos importantes para a melhoria da infraestrutura turística e portuária do Estado, permitindo, ainda, o escoamento da produção catarinense", destacou o governador Leonel Pavan.

O contrato foi assinado no final da tarde dessa terça-feira (31), na sede da CAF, em Brasília, e a previsão é que os recursos sejam liberação em até duas semanas, após visita da equipe técnica da instituição de fomento a Santa Catarina. Ainda em setembro, Pavan pretende ir ao Norte do Estado para entrega da ordem de serviço do trecho de 1,9 quilômetro da Estrada Vigorelli, em Joinville; dos 6,3 quilômetros do Gibraltar ao Estaleiro, em São Francisco do Sul; e dos 3,9 quilômetros entre Laranjeiras e a BR-280, também em São Francisco do Sul, que integram a Costa do Encanto.

O trecho da SC-415, de acesso ao Porto de Itapoá, tem 27,7 quilômetros e está orçado em R$ 39,7 milhões. A previsão é que, com os recursos, a obra seja concluída no primeiro trimestre de 2011, mas o diretor-geral da Secretaria da Infraestrutura, Gerson de Borba Dias, que participou da assinatura do contrato em Brasília, disse que a disposição do Governo é terminar a rodovia ainda neste ano.

Cerca de 45% dos trabalhos do trecho já foram concluídos. O serviço atualmente está em fase de terraplenagem. Aproximadamente 60% desta etapa foi realizada e, nas próximas semanas, deve começar a pavimentação da estrada.

O maior entrave para o pleno andamento das obras até o momento foram as condições do tempo. Até o final de junho, conforme o último levantamento da fiscalização do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra), 57,8% do tempo decorrido foi comprometido por chuvas ou "dias impraticáveis", ou seja, aqueles dias em que não chove mas não é possível trabalhar por excesso de barro. Dos 820 dias decorridos até a última medição, 206 foram de chuva e 268 de trabalho impraticável.

O Programa de Integração Regional tem o objetivo de viabilizar investimentos rodoviários e de infraestrutura e promover o desenvolvimento turístico e econômico. A primeira fase do PIR no Estado prevê a pavimentação e sinalização de cerca de 85 quilômetros de rodovias, além da execução de projetos de controle ambiental, supervisão de obras civis e de ações ambientais.

Outros R$ 50 milhões, para a segunda etapa do PIR, o chamado CAF 2, já estão sendo negociados e podem ser liberados ainda neste ano para beneficiar as regiões do Planalto Norte e do Vale do Itajaí, e facilitar o escoamento da produção do polo madeireiro ao Porto de Itajaí, no Litoral. "O CAF 2 já está em tramitação e o governador Pavan pretende acelerar este processo em Brasília. Esperamos que, até o final do ano, o contrato seja assinado", afirmou o secretário de Estado da Infraestrutura, Rubens Spernau.

Informações da Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Infra-Estrutura.





 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar