Novo relatório de balneabilidade da Fatma confirma um ponto impróprio para banho em Itapoá Imprimir E-mail
Natureza
Qua, 17 de Março de 2010 07:30

Ponto impróprio para banho em ItapoáConforme noticiado no Diário de Itapoá no último dia 06 de março, Itapoá passou a contar com um ponto impróprio para banho dentre os quatros pontos analisados pela Fatma (Fundação do Meio Ambiente de Santa Catarina) no Município. Uma nova análise de balneabilidade foi realizada na quarta-feira passada (10) e a não balneabilidade nesse ponto específico foi mantida. Trata-se do trecho de praia à esquerda da Torre da Telesc


O Diário de Itapoá esteve visitando tal trecho de praia e constatou que a amostra foi coletada há poucos metros da saída de água da polêmica galeria de água pluvial da Rua 620. Porém, no último dia 04 de fevereiro, a Prefeitura Municipal de Itapoá publicou, em seu site oficial, uma nota em que comprova que a água da referida galeria foi alvo de análise, na qual se constatou a “inexistência do parâmetro Coliforme Fecal, não havendo nenhum vestígio de qualquer tipo de esgoto na água lançada na praia”.

A análise encomendada pela Prefeitura Municipal de Itapoá foi realizada pela renomada empresa Acquaplant no mês de janeiro. Sendo assim, é impossível afirmar que haja ligação entre a galeria de água pluvial e a reprovação da qualidade da água nas duas últimas análises da Fatma, mas o assunto preocupa os munícipes da região, a qual recebe muitos turistas. A verdade é que há tempos, munícipes e turistas reclamam do mau cheiro exalado na saída de água dessa galeria e a não balneabilidade do local, constatado pela Fatma, traz o assunto à tona novamente.

Abaixo, imagens do referido trecho de praia impróprio para banho, bem como do laudo de análise da empresa Acquaplant.

 

 

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar