Ave é instituída como símbolo do município de Itapoá Imprimir E-mail
Natureza
Qui, 17 de Dezembro de 2009 16:04

No último dia 09 de dezembro foi sancionada pelo Prefeito Municipal, a Lei 261/2009, que institui a Maria Catarinense (Hemitriccus Haempferi), como Ave Símbolo do município de Itapoá. A iniciativa, encabeçada pela Associação de Defesa e Educação Ambiental (ADEA), visa, sobretudo, demonstrar a consciência de nossa comunidade em relação ao valioso patrimônio natural existente em Itapoá.

- Breve Histórico -

A Maria Catarinense foi encontrada em 1929 pelo naturalista Emil Kaempfer ao coletar espécimes para o American Museum of Naturaly History e reconhecida pela ciência em 1953 quando foi descrita pelo ornitólogo britânico Marc Pearman. É um pequeno passarinho com 10 centímetros de comprimento e poucas gramas de peso que, em algum momento, chegou a ser considerado extinto. Endêmico da região do litoral norte de Santa Catarina e sul do Paraná, está protegido na RPPN – Reserva Volta Velha.

A região de Itapoá possui significativa diversidade de aves e, segundo inventário avifaunístico, reúne mais de 300 espécies diferentes. Essa variedade é significativa para a prática da observação de aves, atividade crescente, que aponta como excelente oportunidade para o desenvolvimento do turismo de natureza em Itapoá.

A SAVE Brasil, representante da aliança internacional das organizações de conservação BirdLife International, destaca que, sob o aspecto ornitológico, Itapoá é uma das 237 IBAs (Áreas Importantes para a Conservação de Aves) identificadas no Brasil, onde ocorrem oito espécies consideradas, globalmente ameaçadas de extinção, fato que releva a importância da conservação de áreas inseridas na Mata Atlântica. Informou, ainda, que a prática da Observação de Aves é um segmento do turismo que apresenta crescimento expressivo, inclusive no Brasil, atraindo para o país centenas de americanos, canadenses, japoneses e europeus com alto poder aquisitivo. Somente nos Estados Unidos, mais de 40 milhões de pessoas executam atividades ligadas à observação de aves, o que demonstra a potencialidade em termos econômicos.

A prática dessa atividade ainda é incipiente no País, embora tenha grande potencial de desenvolvimento. O Brasil é o segundo país do mundo com maior diversidade de aves. Com 1.822 espécies, fica atrás somente da Colômbia (1.865 espécies).

A Maria Catarinense é uma das espécies que mais precisa de esforços de preservação no sul do País, uma vez que perdeu a maior parte de seu habitat natural por causa do desmatamento.

Informações técnicas: ADEA - Foto: Beto Vieira.



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar