ARTIGO: Biodiversidade na cidade, por Werney Serafini Imprimir E-mail
Natureza
Dom, 24 de Julho de 2011 21:00

Conta, Clóvis Borges, diretor executivo da Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental (SPVS) de Curitiba/PR, sobre uma visita que recebeu no seu escritório em 1999. Incomum, por trazer uma demanda diferente.

Uma pessoa que adquiriu uma área próxima da cidade o procurou em busca de ajuda. “Eu sou um dentista. Não entendo nada de conservação, e preciso de orientação adequada para saber o que fazer na minha nova propriedade. Vocês podem me orientar?”, perguntava.

A visita levou a uma longa conversa e, depois, uma visita à propriedade, seguida de relatório com recomendações básicas para que a área recebesse as intervenções adequadas para sua conservação.

Outras solicitações semelhantes indicaram uma demanda mal atendida. Pessoas, das mais diversas condições, estavam interessadas na conservação de suas propriedades e não tinham onde buscar orientação.

Em pouco tempo, surgiu a ideia de reuni-las para trocar experiências sobre formas de sistematizar procedimentos relativos às técnicas de conservação em propriedades urbanas.

Assim, na primavera de 2000, surgiu o Condomínio da Biodiversidade com o objetivo de mudar a realidade nos jardins curitibanos, concebidos, a maioria, sob as normas do paisagismo convencional e distantes dos preceitos de conservação da biodiversidade.

Segundo Clóvis, não é possível afirmar que mudanças de comportamento estão gerando alterações em escala, entretanto considera que nunca foi tão oportuno aproveitar a disposição das pessoas em relação à agenda de conservação da biodiversidade.

Os efeitos das mudanças climáticas vêm influenciando a opinião pública sobre a importância do tema. Percebe-se, cada vez mais, a dependência dos serviços ambientais prestados pelas áreas naturais, entre eles o equilíbrio climático.

Ele ensina que os biomas são formados pela diversidade biológica dos ambientes, das espécies e da variação genética entre elas. Quando em bom estado de conservação, funcionam a partir de processos ecológicos, proporcionando serviços ambientais imprescindíveis para a Humanidade. Ao se comprometer a biodiversidade, colocam-se em risco esses processos ecológicos e como consequência desaparecem os serviços ambientais.

O meio urbano é parte do desafio da conservação. Demandam recursos naturais e influenciam os mais diversos tipos de pressões sobre o ambiente. Portanto, o futuro da conservação tem a ver com as decisões de como as cidades enfrentarão esse desafio gerando desenvolvimento econômico com menos impacto.

Destaca-se o fato de que no Brasil a conservação parece ser responsabilidade exclusiva dos órgãos governamentais e, infelizmente, é assumida com pouca relevância política. Por outro lado, a pouca importância dada às questões ambientais também é consequência da omissão e desinteresse de grande parte da sociedade brasileira.

A SPVS, amparada nos resultados obtidos em 10 anos de experiência prática com o Condomínio da Biodiversidade, organizou e editou o livro “Cultura e Biodiversidade nos Jardins de Curitiba”, com o objetivo de expandir o movimento e atender demandas de pessoas que vivem nas cidades e percebem a necessidade da busca de conhecimentos para melhor conservação das suas propriedades.

Independente de se tratar de cidade grande como Curitiba, pequena como Itapoá, das dimensões de cada jardim, se é publico ou privado, está localizado no centro ou nas imediações, cada proprietário ou morador tem a oportunidade de prestar sua colaboração de cidadania, adotando um novo e entusiasmante hobby ao fazer a conservação do seu espaço com as próprias mãos.

Ideal seria que em cada município, o poder público estimulasse a criação dos condomínios como uma efetiva política local para a conservação do meio ambiente e sua biodiversidade.

Por essa razão, a leitura do livro da SPVS é oportuna a todos que, de uma ou outra forma, preocupam-se com o desenvolvimento ambientalmente adequado da sua cidade.

Para saber mais, podem ser consultados os seguintes sites:
www.spvs.org.br
www.condomíniodabiodiversidade.org.br
www.maternatura.org.br
www.curitiba.pr.gov.br

Artigo de Werney Serafini, baseado na apresentação do livro “Cultura e Biodiversidade nos Jardins de Curitiba.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar