Tartaruga de couro aparece morta na orla do balneário Paese Imprimir E-mail
Natureza
Qui, 09 de Junho de 2011 07:00

Corpo do animal foi encontrado na orla do balneário Paese.Na madrugada dessa quarta-feira (08), uma grande tartaruga que apareceu morta na orla chamou a atenção de quem passava pelo balneário Paese. Trata-se de uma tartaruga de couro. Abaixo, a descrição dessa espécie.


Características

A característica mais marcante da tartaruga de couro é a consistência de sua carapaça. A carapaça não é constituída de placas ósseas, mas sim recoberta por uma pele grossa e coriácea, quilhada e sem escama, tendo a aparência de couro. A sua carapaça é de coloração preta com manchas brancas ou azuladas espalhadas ao longo das quilhas, possui pontos rosados no pescoço, axilas e virilha. A tartaruga-de-couro também se distingue das outras no tamanho. É a maior tartaruga marinha do mundo e também a mais forte. Podem atingir 2 m de comprimento. Chegam a pesar até 600 kg . Tem grandes nadadeiras frontais, que lhe permitem nadar longas distâncias. Bico com dentes serrilhados. Escamas sobre a cabeça (os filhotes são cobertos de escamas). O filhote tem todas as unhas, mas ele as perde quando se torna adulto. Apenas o macho conserva uma unha, grande e recurvada, com a qual ele se agarra às costas da fêmea durante o acasalamento. Usa as patas como nadadeiras, nada velozmente e é uma grande devoradora de peixes, moluscos e algas marinhas.


Habitat


Águas tropicais. Está mais adaptada às águas frias devido à sua derme grossa e oleosa. Como resultado, é a mais amplamente distribuída; há registros em altas latitudes onde as temperaturas da água oscilam entre 10º C e 20º C.


Ocorrência

No Brasil, aparecem no litoral do norte ao sudeste, até o estado de São Paulo.


Hábitos


Hábitos pelágicos (coluna d´água localizada no oceano aberto, após a quebra da plataforma continental). Um animal pelágico é aquele que vive, ou passa a maior parte de seu tempo, neste ambiente e se aproximam da costa somente durante a temporada de reprodução. Também conseguem descer a grandes profundidades e estão bem adaptadas aos mergulhos profundos.


Alimentação


Carnívora, se alimentando basicamente de águas-vivas e de sua fauna acompanhante.


Reprodução


O acasalamento ocorre enquanto as tartarugas nadam. Desova na areia da praia de 4 a 6 vezes por temporada, com 61 a 126 ovos por ninho. Normalmente mais da metade do ninho consiste de ovos pequenos e sem gema (não férteis). A incubação varia de 50 a 78 dias, e a temperatura "ótima" é por volta de 29º C.

Predadores naturais

Ovos e embriões são comidos por caranguejos, porcos e lagartos. Já os filhotes são predados por mamíferos, aves, peixes e lulas. Juvenis e adultos são atacados por tubarões e baleias Orcas.


Ameaças


Em perigo de extinção pela caça e destruição do habitat. Por causa do hábito alimentar, frequentemente confundem sacos plásticos ou celofane com águas-vivas e correm o risco de morrerem por indigestão. Adultos são capturados em redes flutuantes para pesca pelágica e por linhas longas (Long-Lines) usadas para a pesca de atum. Não há pesca comercial para esta tartaruga, mas em alguns lugares sua carne é usada como isca na pesca de tubarões.

Fontes: Beto Vieira e site Viva Terra. Fotos: Beto Vieira.




 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar