Projeto "Zé do Óleo nas Escolas" beneficiará tanto o meio ambiente, como as escolas e alunos da rede municipal de ensino Imprimir E-mail
Natureza
Qui, 28 de Maio de 2009 22:31

Foi sancionada a Lei Municipal nº. 222/2009, que institui no município de Itapoá o programa de incentivo ao tratamento e reciclagem de óleos e gorduras vegetal ou animal e uso culinário, oriundo do Projeto de Lei nº. 04/2009, de autoria do Poder Legislativo.


Essa Lei vai permitir ao Município realizar convênios com empresas privadas para a coleta e reciclagem do óleo de fritura. Nos dias de hoje, sabe-se que um dos resíduos gerados pelo homem, o qual possui grande poder de contaminação preocupante, é justamente o óleo. O descarte de um litro de óleo de fritura, parece ser aparentemente inofensivo. Mas, quando feito diretamente no lixo ou nos ralos das pias, contamina uma quantidade de litros de água equivalente ao consumo de uma pessoa, no período de quatorze anos. A simples atitude de não jogá-lo diretamente no lixo ou no ralo da pia, contribui para a preservação do meio ambiente.

Diante dessa grave situação de poluição, surgiu o Projeto “Zé do Óleo”, o qual é um convênio feito com uma empresa que coletará o óleo de fritura no Município onde, em contrapartida, será implantado o Projeto “Zé do Óleo nas Escolas”. Este, visa levar aos alunos da rede municipal, através de material informativo, em forma de histórias em quadrinhos, o conhecimento sobre a responsabilidade com a preservação da natureza, bem como a conscientização quanto aos prejuízos causados pelo descarte inadequado dos resíduos de óleo de cozinha, ensinando-os quanto ao procedimento adequado, sendo que as escolas serão os pontos de entrega e recolhimento do óleo trazido pelos alunos. Como fator de estímulo, através de um sistema de cupons, o projeto “Zé do Óleo nas Escolas” oferecerá para os alunos, o sorteio de bicicletas e, às escolas, computadores.

Com relação ao destino do óleo de fritura, o Diretor do Departamento de Meio Ambiente, Senhor Paulo Bello, disse ao D.I. que, atualmente, existem diversas formas de se reciclar o óleo usado, como na fabricação de tintas, massas sintéticas e no biodiesel: “O óleo coletado em Itapoá será transformado em biodiesel, que é o preferido pelos ambientalistas”, esclareceu.

Segundo o Vereador Marcelo Tessaro, autor do referido Projeto de Lei que deu origem ao tratamento de óleo no Município, “Preservação e conscientização são os melhores remédios para evitar a poluição”.

Veja as fotos de um centro de coleta localizado no Brasão Supermercado.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar