Oficina do Projeto Orla é realizada em Itapoá Imprimir E-mail
Natureza
Seg, 02 de Agosto de 2010 22:12

Oficina I do Projeto Orla ItapoáA Oficina I do Projeto Orla Itapoá é uma oficina de capacitação e, a partir dela, também resultarão o diagnóstico paisagístico, ambiental e socioeconômico simplificado, a classificação da orla e a delimitação do espaço de interesse para futuras intervenções. Nessa etapa, também, é apresentado um roteiro para elaboração do Plano de Gestão Integrada (PGI), com orientações sobre como identificar conflitos de uso e ocupação geradores de problemas na orla, os atores envolvidos e a formulação de propostas para o enfrentamento das situações observadas para o alcance de cenários desejáveis.

Do dia 26 ao dia 28 de julho foi realizada a primeira etapa da Oficina I do Projeto Orla Itapoá. A oficina foi coordenada pelo monitor credenciado, Marcos Polette, e teve apoio da Coordenação Estadual do Projeto Orla, através da coordenadora Kica Pinto.

Estiveram envolvidos atores do setor público e privado de ligação direta com a orla: Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo, Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Turismo e Cultura, Secretaria Municipal de Agricultura e Pesca, Secretaria Municipal de Esportes, Secretaria Municipal de Obras, Câmara de vereadores, Secretaria do Patrimônio da União, Delegacia da Capitania dos Portos de São Francisco do Sul, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil, Associação Catarinense de Iate Clubes e Marinas, Associação dos Corretores de Imóveis de Itapoá, Centro de Engenheiros e Arquitetos de Itapoá, Associação Cultural Esportiva Recreativa e Assistencial dos Moradores da Gleba I de Itapoá, Associação Comunitária  do Pontal e da Figueira, Associação de Defesa Ambiental, Associação de Moradores do Rosamar, Associação Redes ao Mar, Colônia de Pesca Z1, Associação de Vendedores Ambulantes, Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente e Acquaplan.

Durante a primeira etapa da Oficina I, além da capacitação dos atores, o monitor, professor da Univalli, Marcus Polette, conduziu dinâmicas de grupo para identificação de unidades e setores da orla, bem como confecção de perfis da orla em três situações: atual, tendência e desejado. Também foram preenchidas planilhas que classificam a orla segundo parâmetros ambientais, econômicos e sociais. O resultado desses levantamentos será o diagnóstico consolidado da orla de Itapoá, que será apresentado à população em audiência pública a ser realizada no final de agosto.

Informações da Secretaria Municipal de Planejamento e Urbanismo e imagens do Diário de Itapoá.



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar