Profissionais da comarca de Itapoá debatem a alienação parental Imprimir E-mail
Justiça
Qua, 08 de Dezembro de 2010 22:16

A comarca de Itapoá promoveu nessa terça-feira (7), nas dependências do Fórum local, uma palestra sobre SAP (Síndrome de Alienação Parental). O encontro foi destinado aos profissionais que atuam na área, para que possam compreender o fenômeno da SAP e, assim, prestar um melhor atendimento às crianças e adolescentes.


O evento teve como palestrantes as psicólogas Márcia Valéria G. Fernandes e Andréa Fabeni Tostes, da comarca de Joinville. Presentes, também, à palestra, a Juíza de Direito Iolanda Volkmann, titular da comarca, a assistente social Rejane Hartmann, professores, assistentes sociais, psicólogos do Município e representantes do Conselho Tutelar.


Mas o que é a Alienação Parental?

Síndrome de Alienação Parental (SAP), também conhecida pela sigla em inglês PAS, é o termo proposto por Richard Gardner em 1985 para a situação em que a mãe ou o pai de uma criança a treina para romper os laços afetivos com o outro genitor, criando fortes sentimentos de ansiedade e temor em relação ao outro genitor.


Os casos mais freqüentes da Síndrome da Alienação Parental estão associados a situações onde a ruptura da vida conjugal gera, em um dos genitores, uma tendência vingativa muito grande. Quando este não consegue elaborar adequadamente o luto da separação, desencadeia um processo de destruição, vingança, desmoralização e descrédito do ex-cônjuge. Nesse processo vingativo, o filho é utilizado como instrumento da agressividade direcionada ao parceiro.


Informações do Poder Judiciário de Santa Catarina. Imagem de divulgação da comarca de Itapoá e de José Antônio Soares.


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar