Praias do litoral Norte tem estrutura, mas faltam normas para a prática de esportes Imprimir E-mail
Esporte
Seg, 06 de Janeiro de 2014 09:40

O que vale é o bom senso para que a diversão não invada o espaço dos outros veranistas


Tem estação do ano mais gostosa para praticar esportes do que o verão? Podem não haver campeonatos na televisão, mas na praia, as raquetes, tacos e bolas rolam soltas. Isso sem falar no surfe. Nas quatro praias da região Norte, Itapoá, Balneário Barra do Sul, São Francisco do Sul e Barra Velha, foram reservados espaços para a prática esportiva.

As prefeituras estão oferecendo até o material para a brincadeira. Fora da estrutura, vale o bom senso. Não existem leis nestas cidades que indiquem horários para jogar. Mas cuidado para não atrapalhar e machucar quem não tem nada a ver com isso.

Quem nunca bateu uma bolinha e correu para o mar para dar um mergulho? Difícil resistir a tentação. Neste ano, as praias da região mais uma vez dedicaram espaço e tempo para os amantes dos esportes de areia. Principalmente para as crianças.
Em Itapoá, por exemplo, a Prefeitura e o SESC montaram uma bela estrutura na praia das pedras, em Itapema do Norte.

São quadras para vôlei, beach soccer, frescobol, jogos de mesa como ping-pong e cama elástica aos pequenos — estes dois ainda estão em uma estrutura coberta. Ainda há aulas de dança em um palco que foi montado para o Projeto Verão 40 graus. As aulas ocorrem de terça a domingo, às 8 horas e às 18 horas. O grupo de axé Quebradeira é quem ensina os passos.

Segundo o monitor responsável pelo espaço SESC em Itapoá, Paulo Roberto Dias, muitas pessoas têm procurado a estrutura para se divertir. Principalmente à tarde. As bolas e raquetes são disponibilizadas aos interessados. “Pessoas fazem filas para jogar nas quadras de vôlei de areia. Este ano, ainda temos uma atração nova, o slackline. Adultos e crianças adoram”, comentou o monitor.

Jean Fernandes, 21, outro monitor do espaço, era o único que conseguia mandar bem na fita. O equilíbrio é quase que uma arte. Com os braços levantados até o meio, ficava mais fácil caminhar. O casal de veranistas de São Bento do Sul, Silvino Drozdek, 24, e Emelyn Karoline Miguel, 18, tentou praticar o novo esporte. Mas é difícil. Porém, a diversão é garantida. “Este espaço, neste ano, está muito bacana”, complementou Silvino.

Para quem deseja curtir em demais pontos da praia, em Itapoá, por exemplo, com a grande extensão da faixa de areia, não há leis municipais ou normas que proíbem jogos como futebol e volei em determinados horários na areia. Os banhistas conseguem conviver bem com os espaços.

O que vale é a educação e a civilidade. Evite praticar algum esporte em locais aglomerados na praia, principalmente perto de crianças pequenas e idosos. Uma bolada pode machucar muito. Ninguém merece passar por isso no verão.


Programação esportiva em Itapoá


11 e 12 de janeiro: Futebol de Sabão, corrida Rústica na Praia;
11 a 19 de janeiro: Copa Sul Brasileira de Beach Soccer com a participação do árbitro Margarida. Cidades convidadas: Curitiba, Matinhos, Guaratuba, Itapoá, Joinville, Garuva;
18 e 19 de janeiro: Festival de escultura na Areia e Festival de Pipas. Copa de Vôlei de Areia;
25 e 26 de janeiro: Campeonato de Taco (bets) e Torneio de Pênaltis.


Balneário Barra do Sul

Em Barra do Sul, também está liberado praticar esportes na areia. Mas segundo o secretário de Turismo, Alessandro Remeniuki, vale a pena ir até a Boca da Barra, onde uma estrutura foi montada pela Prefeitura.
Há redes de vôlei, frescobol e futebol. Para as crianças, há joguinhos e até pintura facial. A programação continua, a partir de agora, sempre nos fins de semana e vai até o Carnaval.
Em fevereiro, começam os campeonatos. No dia 14 serão os jogos de futebol de salão. No dia 15 é a vez dos times de futebol de areia.


Barra Velha

Em Barra Velha, também não existem leis ou normas para a convivência nas praias. Mas o diretor de Esportes da cidade, Leandro Fortunato, indica que a melhor sugestão é ir até os locais destinados para as práticas esportivas, localizados na Praia Central e na praia do Grant, do projeto Tá na Onda Barra Velha.
No fim de semana passado, por exemplo, ocorreu pela primeira vez um campeonato de handebol de areia. A iniciativa foi um sucesso.
Confira as demais atrações:
Recreação: duas tendas foram armadas, uma na praia Central e outra na praia de Itajuba (Grant), com atividades como mesa de ping pong e pebolim, slackline, vôlei, mini futebol, basquete, beach tennis e frescobol.
Ginástica na praia: tanto na praia Central como na Praia do Grant estão sendo oferecidas aulas de ginástica na praia diariamente às 9 horas e às 18 horas.
Regata: no dia 10 de janeiro, será realizada a 10ª Regata Lagoa de Barra Velha, a partir das 11 horas.
Beach soccer: no dia 11 de janeiro, começa o campeonato Beach Soccer feminino e, no dia 12, inicia o masculino. Os jogos devem durar aproximadamente um mês. Pela primeira vez, a Fundação de Esportes fez uma parceria com a Federação Catarinense de Beach Soccer, no qual as 16 equipes disputarão duas vagas para o Campeonato Estadual. A arbitragem deste ano também será oficial da federação. Ainda há vagas para equipes se inscreverem. Contato pelos telefones (47) 3457-0642 ou (47) 9179-1285.
Maratona aquática: de 1º a 02 de fevereiro, será realizada a Maratona Aquática de Barra Velha, uma competição de natação e de stand up paddle. São esperados entre 300 a 500 atletas.
Vôlei de praia: em 22 de fevereiro, haverá o Torneio de Vôlei de Praia, na Praia Central.
Futevôlei: o torneio ocorre em 8 de março.


São Francisco do Sul

São Chico, de belas praias, garante que a faixa de areia é pública e libera as práticas esportivas a todos os visitantes, em todos os horários. Na Enseada e na Prainha, onde a faixa de areia é mais curta, novamente: vale o bom senso. Na praia Grande e no Ervino, fica mais fácil jogar bola.
A Prefeitura também planeja a montagem de uma estrutura para os veranistas. Mas a Estação Verão só começa no dia 6, na Enseada. Poucos dias depois, a área de recreação deve ser aberta na Prainha.
Além de área para as crianças, beach soccer, volei de praia e frescobol, neste ano, a sensação do slackline também será disponibilizada aos visitantes. Já no dia 9 de janeiro começa o torneio de futebol e no dia 11 o torneio de beach soccer.


Leis municipais

Algumas praias do Litoral Norte, como Balneário Camboriú, contam com leis específicas para a prática de esportes na praia. Se flagrados, os visitantes podem ter até o material esportivo apreendidos por fiscais da Prefeitura.


Balneário Camboriú

A lei entrou em vigor em 2007, determinando que, nos meses que compreendem o horário de verão, a prática esportiva é permitida a partir das 19 horas. Nos demais meses, a partir das 17 horas.
De acordo com o superintendente da Fundação Municipal de Esportes, Sandro Bernardoni, caso alguma pessoa se sinta incomodada por atividade praticada com bola, deve procurar uma autoridade de fiscalização. Policiais militares e guardas municipais orientam as pessoas a parar.
Caso persistam, eles podem recolher o material. A única modalidade sem restrição de horário praticada na orla da Praia Central é a bocha, que possui áreas cercadas.


Bombinhas

Regularizou a situação em 2005, por meio de lei municipal que determina que a prática de esportes na faixa de areia só é permitida após as 19 horas nas praias. A fiscalização é feita por 20 fiscais da prefeitura. O descumprimento pode ocasionar a apreensão do material esportivo e aplicação de multa.
De acordo com o presidente da Fundação Municipal de Esportes, Marcos Chagas Perrone, as maiores dificuldades encontradas são em relação aos praticantes de frescobol, vôlei e jogo de taco.


Itapema

A prática esportiva nas praias foi regulamentada em 2011. Nos meses que compreendem o horário de verão, as atividades são permitidas até as 8 horas e após as 19 horas. Nos demais meses, é permitida a partir das 17 horas. Fiscais da prefeitura ficam responsáveis pelo cumprimento da legislação. O descumprimento implica: advertência verbal, apreensão dos equipamentos esportivos e multa.



De Caroline Stinghen, do site do Jornal A Notícia, com adaptação do Diário de Itapoá.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar