A rotina de quem mora em Itapoá, mas precisa trabalhar em cidades vizinhas Imprimir E-mail
Entrevistas
Dom, 07 de Agosto de 2011 22:59

Vários moradores de Itapoá trabalham em cidades vizinhas por causa da falta de vagas em seu munícipio de origem.Apesar de todo o desenvolvimento apresentado por Itapoá nos últimos anos, um sério problema preocupa a muitos munícipes.  Trata-se da falta de vagas de emprego registrado no Município. Em virtude disso, são muitos os trabalhadores que moram aqui, mas desempenham suas atividades laborais em Joinville, Guaratuba (PR), Garuva, São Francisco do Sul ou, até mesmo, em cidades mais distantes como São José dos Pinhais (PR) e Curitiba (PR).


Um exemplo da rotina desses trabalhadores está naqueles que trabalham em uma empresa de tabacaria em Pirabeiraba, distrito de Joinville. A empresa disponibiliza um ônibus aos seus funcionários que moram em Itapoá. A rotina começa cedo, pois por volta das 04h45min da manhã, os primeiros funcionários já começam a embarcar no ônibus, que retorna no final da tarde e início da noite, entre 18h30min e 19h00min.

As itapoaenses Angélica Regina Huchak Souza e Katarini Ferreira trabalham temporariamente nessa empresa de tabacaria localizada no distrito Pirabeiraba, segundo elas, pela falta de emprego em Itapoá. Angélica vive um dilema, pois o contrato dela com a referida empresa está prestes a acabar e é possível que ela tenha que esperar a temporada começar para conseguir um novo emprego, em Itapoá.

Maicon Dallacourt de Sá Ribas, que também mora em Itapoá e trabalha na mesma empresa, diz-se satisfeito com o seu trabalho realizado de sexta a segunda-feira, apesar da rotina cansativa. “Eu não me queixo de acordar cedo, pois estou trabalhando com carteira de trabalho registrada. É uma empresa boa, alegre de se trabalhar e de onde eu não pretendo sair tão cedo, pois está me ajudando a crescer na vida”, conta ele, que embarca no ônibus disponibilizado pela empresa às 05h00min da manhã, faz a viagem de ida dormindo e volta conversando com os seus colegas de trabalho.

Na foto, Angélica Regina Huchak Souza e Katarini Ferreira.

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar