Itapoá aprovou pauta de reivindicações na primeira assembleia do Sinsej no Município Imprimir E-mail
Emprego
Sáb, 26 de Novembro de 2011 17:27

Itapoá aprova pauta de reivindicações do Sinsej.Os servidores municipais de Itapoá realizaram nessa quinta-feira (24), sua primeira assembleia entre os representados pelo Sinsej (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville). Os cerca de 70 participantes analisaram dados do Dieese que apontam 42,15% de perda salarial nos últimos 15 anos e formularam uma pauta de reivindicações.

Ao todo, 82 dos cerca de 500 servidores de Itapoá já se sindicalizaram. O presidente do Sinsej, Ulrich Beathalter, abriu a atividade parabenizando a iniciativa dos trabalhadores que buscaram a representação sindical. “Quanto mais nos unirmos, mais forte seremos”, falou. Ele explicou que a entidade não é feita apenas da estrutura, mas da união, organização e mobilização da categoria.

A filiação do Sinsej à Federação dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Santa Catarina (Fetram) e à Central Única dos Trabalhadores (CUT) também foi discutida. “Na federação, discutimos problemas e encontramos soluções comuns”, explicou Beathalter. As dificuldades vividas pelos servidores de Itapoá são semelhantes não só às de Joinville e Garuva, mas às de todo o Estado. Prova disso é a semelhança entre as reivindicações. Itens como o adicional por insalubridade, a revisão dos planos de carreira, a aplicação do Piso Nacional do Magistério, o combate à terceirização e privatização do serviço público, entre outros, são recorrentes.

Clique aqui e confira a pauta de reivindicações dos servidores municipais de Itapoá.


Do Sinsej (Sindicato dos Servidores Públicos do Município de Joinville), com adaptação do Diário de Itapoá. Imagens de Ricardo Brauer/DI.



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar