Projeto Oficina de Texto é realizado pela Escola Euclides Emídio da Silva Imprimir E-mail
Educação
Qua, 03 de Abril de 2013 15:16

Projeto Oficiana de Texto é realizado pela Escola Euclides Emídio da Silva, na Barra do Saí, em Itapoá.A Escola Municipal Euclides Emídio da Silva, na Barra do Saí, retomou neste ano o projeto Oficina de Textos, que esteve desativado no último ano por não haver horário disponível no contraturno escolar com alunos. O projeto não se trata de um reforço escolar, mas sim, de um complemento necessário para que o aluno se aproprie, além do conteúdo programático, baseado na proposta pedagógica municipal, de mais elementos relacionados diretamente à Língua Portuguesa e que fazem parte da nossa realidade cotidiana.

Segundo a Escola, todos os alunos que manifestam o desejo podem participar. As aulas são ministradas na biblioteca da Escola, uma vez por semana, sob supervisão da professora de Língua Portuguesa Lucy Helena Wielewicki. Aos alunos, cabe a responsabilidade pelo transporte, e os mesmos só poderão permanecer na escola no horário das oficinas.

As atividades realizadas serão organizadas em portfólio, assim sempre terão o material à mão. Além da produção textual propriamente dita, os alunos aprenderão a preencher cheques, recibos, fazer declarações simples, preencher formulários, compreender cláusulas contratuais, interpretar contratos diversos, pesquisar fontes diferentes para elaboração de trabalhos escolares, resumir, ler e escrever com a máxima competência.

Cada turma do 6° ao 9° ano terá uma aula semanal, totalizando quatro aulas para o professor completar a carga horária de 40 horas/semanais na unidade escolar. Ao final do ano letivo, cada aluno participante será certificado com aproximadamente 35 horas/aula de atividades extras, com todas as atividades realizadas.

Conforme o projeto, o objetivo é contribuir com a competência escrita e oral do aluno, inserindo-o de maneira quase integral na escola, e orientá-lo para as inevitáveis situações de uso da Língua Portuguesa em sua vida, capacitando-o a raciocinar de forma lógica e objetiva, tal qual a exigida nas mais diversas atividades sociais e culturais da vida humana.


Da Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Itapoá, com informações de Patrícia Braga Pacheco, da Secretaria Municipal de Educação, e adaptações do Diário de Itapoá. Fotos cedidas por Patrícia Braga Pacheco.



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar