Programa da ADEA integra alunos do ensino básico ao meio ambiente na Reserva Volta Velha Imprimir E-mail
Educação
Sex, 19 de Junho de 2009 13:20

A partir de um projeto elaborado pela ADEA (Associação de Defesa e Educação Ambiental), alunos de 5ªs a 8ªs séries estão podendo complementar seus conhecimentos acerca do meio ambiente, vivendo e praticando atividades ambientais na Reserva Volta Velha.

O Projeto consiste em uma mescla de conceitos ecológicos, de valores sociais e culturais que visa a formação de cidadãos independentes e críticos, conscientes da importância da integração das dimensões sociais e ambientais, bases para o desenvolvimento sustentável.

Na prática desse projeto, são desenvolvidas as seguintes ações:
1. Capacitação de Naturalistas para a mediação de processos participativos de aprendizagem;
2. Seminário de sensibilização de professores;
3. Vivência de três dias e duas noites na RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural) Reserva Volta Velha com os estudantes das Escolas de Ensino Fundamental.

A mudança esperada com o desenvolvimento dessas ações são as seguintes:
1. Ampliação do conhecimento formal através das vivências de educação ao ar livre, e entendimento das inter-relações entre as variadas disciplinas, aos estudantes evitando o que Morin (considerado um dos principais pensadores sobre a complexidade) define como “uma cabeça cheia de conteúdos e incapaz de, a partir deles, perceber a realidade, de tratar os problemas e de organizar e ligar os saberes para lhes dar sentido”, propiciando melhorias reais no rendimento escolar.
2. Valorização dos conceitos de convivência social, cooperação, participação, solidariedade e outros valores humanos, além da cidadania, com reflexos diretos na comunidade, propiciando o incremento do associativismo em causas de interesse coletivo.
3. Desenvolvimento do senso analítico e crítico, além da percepção do real papel de agentes transformadores dos jovens no desenvolvimento das suas comunidades.

Na programação com os alunos, nos três dias e duas noites de acantonamento (espécie de acampamento em que os alojamentos são realizados em construções prontas e não barracas), são desenvolvidas várias atividades, tais como noite indígena, trilhas ecológicas em horários diversos (manhã, tarde e noite), plantio de mudas, entre outras.

O Projeto foi aprovado pelo Comitê Temático de Turismo da SDR (Secretaria de Desenvolvimento Regional) Joinville, pelo CDR (Conselho Regional de Desenvolvimento) da Regional Joinville e posteriormente pelo FUNTURISMO. É executado com o apoio cultural das empresas Marisol e Arroz Urbano, além do apoio institucional da EPAGRI/CIRAM e da Prefeitura Municipal de Itapoá.

Todas as imagens dessa matéria foram fotografadas por Beto Vieira.

 

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar