Alunos da Escola Nereu Ramos fazem manifestação em favor da reforma do ginásio de esportes Imprimir E-mail
Educação
Sex, 18 de Maio de 2012 12:11

Nessa quinta-feira (17), alunos e professores da Escola Estadual Nereu Ramos realizaram uma grande manifestação em favor da reforma do ginásio de esportes. O movimento surgiu após a divulgação da liberação de recursos estaduais para a cobertura da quadra poliesportiva da Escola Municipal João Monteiro Cabral no valor de R$ 267.131,16. “Nós estamos indignados, pois o nosso ginásio está interditado desde o começo do ano, podendo desabar a qualquer momento. Já fizemos de tudo para alertar as autoridades sobre isso. Daí o Governo do Estado libera recurso para uma escola municipal, mas não libera para a única Escola Estadual de Itapoá. Se nem o Estado pode pagar a reforma, quem dirá o Município. Isso é falta de compromisso com a Educação. Querem só promoção com a inauguração de um novo ginásio, mas não conseguem manter minimamente as estruturas que já existem.”, comenta um funcionário.


“Nâo temos nada contra outra escola receber recursos, mas nosso ginásio está interditado e correndo sérios riscos de desabar. Amanhã é outra escola na mesma situação que a nossa. É preciso agir com responsabilidade e planejamento. Já alertamos todos as autoridades possíveis sobre a situação do nosso ginásio, inclusive o Prefeito, mas até agora nos foi respondido que não há verba para a reforma. Mas para construir existe verba, e para reformar, não existe verba? Qual deve ser a prioridade? Pior ainda foi o Governo do Estado em liberar verba para uma escola municipal, sabendo que nosso ginásio está interditado.”, comenta outro funcionário.


Para os alunos, a falta de um ginásio afeta muito a vida escolar. “Não podemos jogar futebol, nem nada. O ginásio está todo quebrado. Queremos o ginásio!”, diz um aluno.


A imprensa regional fez a cobertura do protesto dos alunos, com destaque para as emissoras RBS TV e RIC SC.



Entenda o desenrolar do caso


Há muito tempo, o DI publica a necessidade de uma reforma no ginásio de esportes da Escola Nereu Ramos. Em julho de 2009, uma empresa realizou a reforma do ginásio. Conforme a reportagem do DI Ginásio da Escola Nereu Ramos finalmente está sendo reformado , o Governo Estadual liberou R$ 63.700,00 para o que seria o fim dos problemas estruturais do ginásio. Porém, conforme levantamento feito pelo DI, a reforma foi apenas superficial e não resolveu os problemas estruturais do ginásio. Para piorar, em 2010 e 2011, Itapoá foi castigada por fortes chuvas e inundações, no qual ajudaram a afetar ainda mais o estado de conservação do ginásio de esportes da Escola Nereu Ramos. Desde então, a Escola luta pela liberação de recursos para a reforma do ginásio.



Enquanto isso...


Enquanto alunos da Escola Nereu Ramos pedem a reforma de um ginásio de esportes, outros países investem milhões em infraestrutura para a prática de esportes. Confira o trecho de uma reportagem publicada nessa quinta-feira (17), no Jornal Nacional (Rede Globo):


Nos EUA, visitamos uma escola com currículo padrão para ver como o esporte é tratado por lá. A escola pública para jovens de 14 a 17 anos tem 1,8 mil estudantes. Além da educação física, que é uma disciplina obrigatória, 580 jovens praticam algum tipo de esporte na escola.


A estrutura impressiona. Foram gastos o equivalente a R$ 85 milhões na construção do novo prédio do Departamento de Esportes. A escola conta com campos, quadras e ginásios para a prática de 31 modalidades esportivas. Uniformes, equipamentos, tudo organizado e cedido para os alunos, que não pagam nada para estudar lá. Para entrar na escola, basta ser morador da cidade. Uma cidadezinha pequena, de 30 mil habitantes, no estado de Nova Jersey.


O diretor de esportes da escola diz que o esporte é tratado com a importância que merece. Ele fala sobre uma pesquisa que mostra que jovens que praticam esporte vão melhor na escola dos que os que não praticam. Ser craque lá, nessa fase da vida, pode não significar um bom salário, mas representa uma enorme economia para os pais.


Uma jovem diz que o esporte pode garantir uma bolsa de estudos na universidade dos sonhos. Sem isso, muitos pais não teriam condições de pagar a mensalidade de uma boa faculdade, que gira em torno de R$ 6 mil por mês. E essa é só uma escola pública entre milhares espalhadas pelos EUA.


Fábrica de craques. Celeiro de campeões. Jovens que vivem em países considerados potências esportivas. Países que já aprenderam que vitórias começam na sala de aula.


Do Diário de Itapoá, com trechos de notícias do site do Jornal Nacional (Rede Globo).


Confira a reportagem da emissora RBS TV, a partir do tempo de gravação 2min40s




Matérias relacionadas:
- SDR Joinville e municípios do Norte do Estado firmam convênios no valor de R$ 3,9 milhões

- Governo do Estado divulga relatório de reconstrução das áreas afetadas na catástrofe de 2008, incluindo Itapoá

- Ginásio da Escola Nereu Ramos finalmente está sendo reformado

- Colégio Nereu Ramos volta às aulas sem ginásio de esportes

- Reforma do Ginásio de Esportes do Nereu Ramos

- 12º Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Itapoá

- 7ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Itapoá

- 9ª Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Itapoá


 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar

Banner