Protesto reúne professores da Rede Estadual em frente à Câmara de Vereadores de Itapoá nessa sexta-feira (04) Imprimir E-mail
Educação
Sáb, 05 de Maio de 2012 19:58

Protesto reúne professores em frente à Câmara de Vereadores de Itapoá.Cerca de 40 professores da Escola Estadual Nereu Ramos fizeram uma manifestação de apoio à reivindicação pelo pagamento do Piso Nacional do Magistério por parte do Governo do Estado de Santa Catarina. Por volta das 20h00min dessa sexta-feira (04), eles se reuniram em frente à Câmara de Vereadores de Itapoá, onde exibiram faixas com os dizeres: “Queremos valorização! Merecemos respeito!” e “Governador! Cumpra o acordo feito! Aplique o piso na carreira!”. Outras manifestações estão previstas para ocorrerem.


Desde o último dia 23 de abril, parte dos professores da rede estadual de Santa Catarina entraram em greve. Eles exigem o pagamento do Piso Nacional do Magistério e a manutenção de alguns benefícios existentes. O governo chegou a propor um reajuste em cinco parcelas até dezembro de 2013 e, ao mesmo tempo, sugeriu a descompactação do plano de carreira dos servidores, mas isso foi rejeitado pelos professores. De acordo com o secretário de Educação do Estado, Eduardo Deschamps, o acréscimo causara um impacto de R$ 600 milhões mensais aos cofres catarinenses.


O Sinte (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) estima adesão de 20% dos professores da rede estadual, enquanto a Secretaria de Estado da Educação divulga que a adesão é de 1%.


Atualmente, a rede pública estadual de ensino conta com 65,8 mil professores, dos quais 22 mil são efetivos na ativa, 19,8 mil ACTs e 24 mil aposentados, distribuídos em 1.112 unidades escolares. O número de alunos é de 640 mil.


Do Diário de Itapoá, com informações de Elvis Pinheiro/DI, sites Terra e Diário Catarinense. Fotos: Elvis Pinheiro/DI.




 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar