5º Defensil terá representantes itapoaenses Imprimir E-mail
Defesa Civil
Qua, 18 de Novembro de 2009 00:20

Itapoá vai estar representada em São Paulo, nos dias 18, 19 e 20 de novembro, participando do 5° Defencil (Seminário Internacional de Defesa Civil). Além do Coordenador Municipal da Defesa Civil no município de Itapoá, Antonio Edival  Pereira, participarão representantes de vários segmentos da sociedade civil organizada itapoaense,

tais como representantes da ACERAMGI (Associação Cultural, Esportiva, Recreativa e Assistencial dos Moradores da Gleba I de Itapoá), da ACOIN (Associação Comunitária de Itapema do Norte) e da Câmara Municipal de Vereadores.

Como construir comunidades mais seguras, diante da intensificação dos desastres será uma das pautas da programação dessa edição do Defencil, no dia 18 de novembro, em São Paulo. Para isso, o Simpósio Nacional “Construindo Comunidades Mais Seguras” vai integrar os diversos saberes e práticas, reunindo especialistas de várias áreas em discussões sobre a organização das cidades, da vida e da sociedade, bem como de seus planejamentos para situações de desastres.

Na Conferência de abertura haverá exposição do tema "Prevenção de desastres: construindo comunidades mais seguras". Allan Lavell, membro da Rede de Estudos Sociais de Prevenção de Desastres na América Latina, apresentará seus trabalhos sobre crescimento e urbanização de áreas de riscos de grande concentração habitacional. Em seguida, ocorrerá a mesa de discussões sobre Políticas Integradas para a construção de comunidades mais seguras. Serão discutidos, ainda, os temas: Planejamento Urbano, Riscos e Vulnerabilidades Sociais; Estratégias de Fortalecimento Comunitário na Prevenção de Desastres; e, com mesas redondas, comunicações de práticas e pesquisas. Haverá espaço para perguntas e colocações dos participantes. O Simpósio Nacional “Construindo Comunidades Mais Seguras” é uma das atividade do 5° Defencil, que é aberto para todos os públicos, em especial para representantes da Defesa Civil, de associações de moradores, dos municípios, das entidades governamentais e não-governamentais ligadas ao meio ambiente, habitação, saúde, entre outras áreas.

“Cabe ao poder público atender as necessidades da população, e cabe à sociedade atuar na construção de políticas públicas e participar do controle social das mesmas.”
Janaína Rocha Furtado -  Centro Universitário de Estudos e Pesquisas sobre Desastres da Universidade Federal de Santa Catarina. As informações são do Coordenador Municipal de Defesa Civil de Itapoá, Antonio Edival Pereira.

 

 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar