Operação Veraneio da Secretaria da Fazenda encontra irregularidades em 41% dos estabelecimentos fiscalizados Imprimir E-mail
Comércio
Sáb, 11 de Fevereiro de 2012 19:46

Operação Veraneio da Secretaria de Fazenda do estado de Santa Catarina.A Secretaria da Fazenda encerrou a Operação Veraneio de fiscalização de bares, restaurantes, lanchonetes e comércio em geral no litoral de Santa Catarina na tarde desta sexta-feira (10). Desde a última quarta (8), 88 auditores fiscais, divididos em 44 equipes, fiscalizaram 708 estabelecimentos comerciais previamente selecionados pelo fisco estadual.

Foram encontradas irregularidades em 293 locais visitados e apreendidos 72 equipamentos como emissores de cupom fiscal, máquinas de cartão de débito e crédito e calculadoras alimentadas por meio de energia elétrica e com dispositivo para impressão. Os auditores fiscais vistoriaram estabelecimentos situados nas regiões de Araranguá, Laguna, Jaguaruna, Imbituba, Florianópolis, Balneário Camboriú, Itapema, Itajaí, Barra Velha, Itapoá e São Francisco do Sul.

De acordo com o gerente de Fiscalização da Fazenda, Francisco de Assis Martins, a boa notícia da operação deste ano foi a diminuição do percentual de estabelecimentos com irregularidades. Enquanto em 2011, 49% dos locais estavam com algum problema, em 2012 foram verificadas irregularidades em 41% dos estabelecimentos. "Isso mostra que o trabalho de fiscalização e orientação do fisco catarinense tem dado resultados positivos com a formalização e regularização das empresas, combate à sonegação fiscal e benefício aos consumidores", afirma Martins.

O gerente explica que, nos estabelecimentos comerciais onde foram encontradas irregularidades nos equipamentos, o que pode gerar multa de R$ 1,5 mil a R$ 5 mil, a Secretaria da Fazenda emitirá termos de início fiscalização para aprofundar a verificação fiscal. A auditoria pode ser retroativa aos últimos cinco anos. "Caso comprovada a sonegação, além do ressarcimento do imposto aos cofres públicos, a empresa pagará multa de 100% do valor do imposto sonegado", ressalta Martins.


Principais irregularidades encontradas na Operação Veraneio de 2012:
- Não utilização de ECF (emissor de cupom fiscal) quando o uso era obrigatório ou utilização de ECF irregular;
- Máquinas de cartão de débito e crédito em nome de outro estabelecimento;
- Uso de calculadores irregulares;
- Falta de integração entre o ECF e a máquina de cartão de débito e crédito em empresas que faturam mais de R$ 120 mil por ano;
- Uso de impressora não autorizada pelo fisco estadual;
- Equipamentos com lacres rompidos.

Da Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina, com adaptação do Diário de Itapoá. Foto da Secretaria de Estado da Fazenda.



 

Adicionar comentário

Política de Comentários DI

Ao efetivar um comentário, o internauta concorda com a nossa política de moderação.


Código de segurança
Atualizar